Ativo 5.png

Conversas interdisciplinares sobre ayahuasca e outros psicoativos

Próximo encontro: 1 de setembro, 14h-16h

PSICODÉLICOS NO TRATAMENTO DA DEPENDÊNCIA DE SUBSTÂNCIAS

Ep Ep5 - tratamento da dependencia - neurtro1200x628.jpg
Botão YouTube

Quer uma ajuda para lembrar do evento? Informe seu email para ser avisado quando ele for começar

Agradecemos o envio!

Sobre o evento

O uso de psicodélicos para o tratamento de uma gama de sofrimentos emocionais é um tema relevante para o atual momento da ciência psicodélica no Brasil e no mundo. Entre esses sofrimentos, está a dependência de substâncias, refletida e tratada no Brasil de diversas formas, seja a partir da guerra às drogas, programa pautado pelo atual governo e que vê a dependência como uma doença a ser tratada a partir de intervenções – inclusive involuntárias –, ou da perspectiva da redução de danos, que olha para a pessoa que sofre e com ela elabora as ferramentas para que o sofrimento seja reduzido. 


Na live “Psicodélicos no tratamento da dependência de substâncias” vamos receber Adriano de Camargo, fundador do Instituto Nhanderu, no centro de São Paulo, que desenvolve trabalhos espirituais com pessoas que sofrem com a dependência, e Bruno Ramos Gomes, psicólogo e pesquisador com longa experiência em psicoterapia associada ao uso de ibogaína, ayahuasca e outros psicodélicos no tratamento da dependência de substâncias.


*O evento de setembro acontecerá excepcionalmente às 14h, para receber a convidada Piera Talin que falará conosco do fuso horário da Europa Central.

Sobre os participantes

Adriano de Camargo é psicanalista, especialista em dependência química (UNIFESP) e fitoterapia (Instituto Sejana Martins). Trabalha com tratamento e políticas inclusivas para pessoas em vulnerabilidade social há mais de dez anos. É membro da Associação Brasileira Multidisciplinar de Estudos sobre Drogas (ABRAMD), da Associação Psicodélica do Brasil (APB) e da Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos (REDUC). É fundador do Instituto Nhanderu, instituição que atende pessoas em situação de vulnerabilidade social e uso problemático de substâncias, localizada no centro de São Paulo.

Bruno Ramos Gomes é psicólogo, mestre em Saúde Pública (FSP-USP) e doutor em Saúde Coletiva (UNICAMP). Pesquisou o uso de ayahuasca para recuperação de população em situação de rua e o uso de ibogaína no tratamento da dependência de drogas. Trabalhou com redução de danos no Centro de Convivência É de Lei a partir de 2004, fez estágio em três serviços de redução de danos em Paris e em associação de usuários em Nova Iorque. Trabalha desde 2010 com psicoterapia associada ao uso de ibogaína, ayahuasca e outros psicodélicos no tratamento de dependência.

Piera Talin é doutoranda em antropologia no programa de pesquisa Healing Encounters do Centro Nacional de Pesquisa Científica (Paris), em cotutela com o Instituto de Pesquisa em Ciências Sociais (AISSR) da Universidade de Amsterdam, onde estuda processos de transformação dos usos da ayahuasca em contextos urbanos no Brasil e na Europa. Anteriormente pesquisou os usos da ayahuasca no tratamento da dependência na Itália e no Brasil, através do programa Chemical Youth (UvA) e a partir de seu trabalho de mestrado sobre o uso ritual da ayahuasca no Santo Daime, realizado no programa de Antropologia Cultural, Etnologia e Etnolinguistica de Cà Foscari (Veneza). Possui formação em psicologia transpessoal, o que a impulsionou na experiência dos aspectos terapêuticos dos estados alterados de consciência, a conhecer o Brasil e a se dedicar à antropologia médica.

Nathan Fernandes é jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. Escreve sobre ciência, política e psicodélicos. Foi repórter da Playboy e editor da Galileu, revista pela qual recebeu os prêmios Vladimir Herzog (em 2016 e 2018) e da UNESCO em parceria com a Aids Healthcare Foundation (2018). Criador do projeto PunkYoga, também publica reportagens em veículos como Yahoo!, UOL Tab, MIT Technology Review BR e The Intercept.

TODOS OS ENCONTROS

SOBRE O ENCONTROS PSICODÉLICOS

Os Encontros Psicodélicos: Conversas interdisciplinares sobre ayahuasca e outros psicoativos são pontes de diálogo entre diversas áreas do conhecimento. A ideia é provocar questionamentos e promover reflexões sobre substâncias psicodélicas e a ciência psicodélica brasileira, com foco na crescente produção científica em torno da ayahuasca — bebida de origem indígena que tem o uso religioso regulamentado no Brasil, e que contribui para colocar o país na vanguarda da ciência psicodélica mundial. 

A intenção dos Encontros Psicodélicos é navegar nesse cenário, mergulhando em suas complexidades e trazendo à superfície temas importantes, como colonialismo, epistemicídio e produção de prova científica, além das particularidades e diferenças entre as várias plantas sagradas, bem como o próprio conceito de psicoativos.

Iniciando em abril, a cada primeira quarta-feira do mês, vamos promover diálogos entre personalidades que trazem contribuições relevantes ao tema. São pensadores de diferentes contextos, saberes e práticas, com olhares que vão para além da academia, tensionando a divisão entre as humanidades e as ciências biomédicas, e refletindo sobre legalidade, ética, militância e política.

Esta é uma proposta conjunta do projeto Healing Encounters (“Encontros de Cura”), sediado no Centre National de la Recherche Scientifique, na França; do Grupo de Pesquisa ICARO (Interdisciplinary Cooperation for Ayahuasca Research and Outreach), sediado na Unicamp; e do portal de divulgação científica Ciência Psicodélica; contando ainda com o apoio do Instituto Chacruna.

Realização:

Logo Preto Ciência Psicodélica
logo-healing-encounters-preto.png
icaro-logo-cor-horiz-peq-transparente.pn

Apoio:

Chacruna logo original.png